O que é ESSID & BSSID?

Adriano Martins Antonio

Adriano Martins Antonio

em 4 de abril de 2020
O Que é ESSID & BSSID

Fique ligado

​Entre para nossa lista e receba conteúdos exclusivos e com prioridade

O que é ESSID & BSSID? Saiba também, como eles são identificados e como funcionam!

Você sabe o que significa ESSID & BSSID? Continue lendo este artigo que já já isso estará muito claro na sua cabeça.

Pois bem… Sabemos que o acesso à redes sem-fios cresce a cada dia, devido ao fato de que elas facilitam muito a vida do usuário que precisa de acesso à internet, a partir de qualquer local.

Porém, devemos ter atenção a um ponto muito importante numa conexão Wi-Fi: a segurança envolvida.

Pois, os invasores observam e procuram as vulnerabilidades, a fim de promoverem ataques por meio da conexão sem-fio.

Dessa maneira, podem roubar dados e efetivar transações sem a devida permissão ou conhecimento do usuário.

Leia também: Quer mais segurança na rede? Então faça estes ajustes no seu roteador.

Os pontos de acesso de uma rede sem-fio são agrupados por identificadores denominados de ESSID e BSSID.

E é justamente nesses pontos que um ataque pode encontrar alguma vulnerabilidade.

Por isso, agora vamos entender melhor esses conceitos.

Homem usando laptop celular e tablet para trabalhar conectado no Wi-Fi
Procure saber se o Wi-Fi disponível é realmente seguro e se ele pertence ao lugar de onde você está

ESSID & BSSID – o que isso significa e para que serve?

  • ESSID (Extended Service Set Identifier):

Podemos dizer que é o ID da internet; uma combinação de letras e números identificados em um ambiente de rede.

De uma forma mais resumida, podemos dizer que o ESSID identifica conjuntos de serviços conectados, fornecendo um nome de rede legível para os humanos.

Exemplo de um nome de rede identificado por ESSID: Casa

  • BSSID (Basic Service Set Identifier):

Se refere ao endereço MAC de um adaptador sem-fio ou de um ponto de acesso.

Ele tem como função identificar exclusivamente um ponto de acesso que enviará sinais para transmissão da rede sem-fio.

Em um IBSS, o seu SSID será escolhido através do dispositivo do cliente que esteja iniciando a rede.

Exemplo de formato do BSSID: 7A:EA:3A:EB:E1:67

Como funciona

Cada ESS e BSS é identificado por meio do SSID (Service set identifier). Este SSID é uma string, de até 32 caracteres, que denomina o nome da rede e diferencia uma rede da outra.

Dessa forma, o cliente só poderá se conectar à rede sem-fio se fornecer corretamente este SSID.

Portanto, quando um usuário tenta se conectar, o SSID das redes sem-fio é detectado.

Assim, se alguma estiver desprotegida de senha, poderá sofrer invasões e ataques maliciosos.

Em um access point (ponto de acesso), o SSID pode ser ativado ou desativado.

Todavia, ele define se fica visível ou não para qualquer dispositivo que esteja dentro do mesmo campo de sinal da rede.

Desse modo, quando ele estiver oculto, o usuário dentro desse campo de sinal deverá conhecer qual é o nome do SSID, para conseguir fazer conexão com esta rede.

Embora ocultar o SSID da rede pareça evitar intrusos, isso não é uma opção de segurança totalmente confiável.

Assim, ao optar por ocultar o SSID, o usuário deverá configurar de forma manual todos os dispositivos que poderão acessar a rede.

Padrão WPA2

Já outra forma mais eficaz de proteger a conexão de rede sem-fio é utilizar o padrão WPA2.

Esse protocolo faz uso de criptografia com os algoritmos AES (Advanced Encryption Standard) e o CCMP (Counter Cipher Mode).

Eles se referem a um mecanismo de encriptação de todos os dados que passam pela rede.

Em vista disso, ao usarmos o protocolo WPA2, as possibilidades de um ataque reduzem consideravelmente.

👉 A PMG Academy preparou um artigo repleto de dicas para você que deseja seguir carreira ou tirar certificações na área de Segurança da Informação, leia agora: Carreiras e Certificações de Segurança da Informação.

Conquanto, essas configurações de redes sem-fio se realizam nos roteadores.

Os fabricantes de roteadores geralmente fornecem um nome genérico na rede e grande parte dos usuários não modificam essa informação.

Para configurar a rede, esteja com o manual do fabricante em mãos ou procure pela versão digital no site oficial.

Digitar no navegador o endereço do roteador Wi-Fi, é uma maneira de como se configura o nome e protocolo de criptografia.

Essa informação, normalmente, fica no aparelho ou no manual – por exemplo: 192.168.1.1.

Após isso, entre com usuário e senha para realizar as configurações necessárias.

Por fim, tudo pronto.

Compartilhar no facebook
Facebook
Compartilhar no google
Google+
Compartilhar no twitter
Twitter
Compartilhar no linkedin
LinkedIn

Artigos Relacionados

Uma resposta

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *