3 mitos frequentemente repetidos sobre a ISO/IEC 20000

Adriano Martins Antonio

Adriano Martins Antonio

em 6 de julho de 2015
3 mitos sobre a ISO/IEC 20000

Fique ligado

​Entre para nossa lista e receba conteúdos exclusivos e com prioridade

3 mitos frequentemente repetidos sobre a ISO/IEC 20000. Conheça bem cada um deles!

Venho mostrar aqui, alguns dos 3 mitos repetidos com mais frequência como fatores de medo e razões para não “implementar” a ISO/IEC 20000. Mas como assim, isso existe? De fato, sim!

Então, se você quer saber mais deste tema, fique ligado e leia até o final. Além disso, você vai saber o que cada um deles esconde. Vamos lá?

Mito 1 – ISO/IEC 20000 é apenas para grandes empresas

Uma das cláusulas do padrão diz, “Todos os requisitos que fazem parte da ISO/IEC 20000 são genéricos e se pretende que sejam aplicáveis ​​a todos os prestadores de serviços, independentemente do tipo, tamanho e da natureza dos serviços prestados”.

Todas as empresas podem usar as normas de sistema de gerenciamento – grandes, pequenas, privado, público, sem fins lucrativos. ISO/IEC 20000-1 declara o que se deve alcançar. Ou seja, podemos variar como isto se obtém, o padrão aplicado a todos os tipos e tamanhos de empresas.

Mito 2 – ISO/IEC 20000 é aplicável apenas à infraestrutura de TI

Mulher fazendo controle de qualidade em fábrica ISO 20000
A ISO/IEC 20000 fornece uma base para que uma empresa implemente os processos de gestão de serviços

ISO/IEC 20000 é sobre gerenciamento de serviços. Enquanto todos os requisitos na parte 1 estão satisfatório, pode aplicar-se a qualquer serviço.

Na realidade, é usado principalmente para serviços de TI, mas também tem sido usado para serviços de terceirização de processos de negócios.

Além de poder ser aplicado em diferentes contextos de TI – telecomunicações, serviços em nuvem, serviços de mídia etc. “Todos os requisitos desta parte da ISO/IEC 20000 são (…) (…) aplicáveis independentemente de (…) a natureza dos serviços prestados”.

Mito 3 – ISO/IEC 20000 fará meu gestão de serviços lento, caro e burocrático

Isso pode ser verdade, se você implementá-lo desta forma. No entanto, não é nenhum pouco necessário. De fato, se você fizer os processos/procedimentos etc. muito burocrático, é provável que o prestador de serviços não irá utilizá-lo. A documentação se faz necessária para uso do fornecedor de serviços.

A documentação pode ser minimizado e simplificada para torná-la fácil de usar. As políticas, processos, procedimentos e planos se harmonizam usando técnicas como a Six Sigma ou Lean.

Lembre-se que a ISO/IEC 20000-1 lhe diz o que fazer. Você é que decide como fazer e pode escolher para torná-lo rápido, eficiente e simplificado. Muitas implementações da ISO/IEC 20000 se tornam mais ágil à medida que amadurecem e passam por uma melhoria contínua.

Veja uma Lista de Cursos para Certificações de TI.

Em resumo, existem muitas percepções sobre a ISO/IEC 20000 que são mitos. E se você tiver mais dúvidas, por favor, pergunte nos comentários.

Enfim, vamos juntos solidificar uma comunidade sobre gestão e governança de TI.

E se acaso você quiser deixar o seu ponto de vista, fique à vontade, comente.

Que logo após, nós, da PMG Academy, vamos te responder o mais breve. Até mais!

Compartilhar no facebook
Facebook
Compartilhar no google
Google+
Compartilhar no twitter
Twitter
Compartilhar no linkedin
LinkedIn

Artigos Relacionados

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *