As Principais Funcionalidades do Nmap

Adriano Martins Antonio

Adriano Martins Antonio

em 28 de setembro de 2016
As Principais Funcionalidades do Nmap

Fique ligado

​Entre para nossa lista e receba conteúdos exclusivos e com prioridade

As Principais Funcionalidades do Nmap

Bem, se você chegou até aqui é por que tem alguma curiosidade ou necessidade em saber mais sobre este assunto, por isso, neste artigo eu te ofereço uma visão geral das principais funcionalidades do Nmap.

O Nmap é um programa que permite fazer um scan completo em uma rede, para se obter as informações de quais hosts estão nela ativos, permite também fazer scan de porta, a fim de descobrir quais portas estão abertas, assim como fornece a informação de quais sistemas estão rodando em um dado momento.

  • Para Que Serve o Nmap?

Como vimos acima, o Nmap (“Network Mapper”) se trata de uma ferramenta capaz de detectar os serviços e computadores de uma determinada rede, criando um tipo de mapa da rede.

Então, vamos lá conhecer algumas das funcionalidades do Nmap são:

  • Identificar os computadores da rede, fornecendo uma lista;
  • Escanear quais portas estão abertas;
  • Saber quais serviços de rede que estão ativos;
  • Detectar características de hardware de dispositivos na rede.
  • Nmap Como Usar?

O Nmap pode ser usado através de linha de comando ou graficamente, a sua saída será uma lista contendo alvos / dispositivos rastreados com informações adicionais de cada um. Uma das informações obtidas pelo rastreamento é uma tabela de portas, que exibe o número de porta, protocolo, nome do serviço e estado que pode ser aberto, filtrado, não filtrado ou fechado.

Dessa forma, se o estado for aberto, indica que a aplicação na máquina escaneada está em execução. Já quando o estado é filtrado, indica que o firewall está bloqueando a porta e não permite que o Nmap diga se ela está aberta ou fechada.

Quando o estado está como fechado, é indicação que a aplicação não está escutando na porta. Já as portas classificadas como não filtradas indicam que elas respondem o Nmap, mas o Nmap por sua vez não consegue determinar se determinada porta se encontra no estado aberto ou fechado.

Quer ficar por dentro das principais carreiras e certificações em segurança da informação? Leia este artigo: Carreiras e Certificações de Segurança da Informação

  • Exemplos

Agora vamos mostrar alguns exemplos de utilização do NMAP, para você entenda um pouco mais sobre o funcionamento dele. Para isso, iremos considerar a utilização de linha de comandos.

  • Comando: nmap -sV -p 22,53,110,143,4564 198.116.0-255.1-127: Esse comando enumera os hosts e faz um rastreio TCP na primeira metade de cada sub-rede existente, na classe B do espaço de endereçamento 198.116. Para cada porta aberta é determinado qual aplicação está em execução.

 

  • Comando: nmap -v scanme.nmap.org: Essa opção faz um scan de todas as portas TCP que estejam reservadas no host scanme.nmap.org.

A figura a seguir mostra um exemplo de saída para rastreio com o comando – A que faz a detecção de Sistema Operacional e sua versão e o comando -T4 que mostra os nomes de hostnames em questão.

comandos NMAP

Figura retirada do site https://nmap.org/man/pt_PT/ – 26/08/16 às 11:18

Outro exemplo: Este comando verifica quais as portas UDP estão abertas.
Comando: nmap 192.168.0.222 -sU

Exemplo de resultado será:

Starting Nmap 4 ( http://xxxxx.org ) at 2016-08-26 08:11 GMT+3
Interesting ports on 192.168.0.60:
Not shown: 1120 closed ports 10
PORT STATE SERVICE
138/udp open|filtered netbios-dgm
137/udp open|filtered netbios-ns
259/udp open|filtered firewall1-rdp
445/udp open|filtered microsoft-ds
1030/udp open|filtered iad1
1031/udp open|filtered iad2
4500/udp open|filtered sae-urn
500/udp open|filtered isakmp
MAC Address: FC:AA:27:02:DF:26
Nmap done: 1 IP address (1 host up) scanned in 3.542 seconds

Aqui eu te mostrei um pouquinho apenas, mas existem diversas outras opções de parâmetros que podem ser usados no mapeamento Nmap. Portanto, para saber mais, pode-se acessar o site https://nmap.org/ que fornece mais informações.

Além disso, ferramentas gráficas podem ser utilizadas para usar o NMAP, uma dica de ferramenta gráfica é a Zenmap.

Agora chegamos ao fim do nosso panorama sobre o Nmap, mas se você quiser aprender mais sobre o assunto ou ficar por dentro de outros termos de Segurança da Informação, então dê um passeio pelo site da PMG Academy.

 

Compartilhar no facebook
Facebook
Compartilhar no google
Google+
Compartilhar no twitter
Twitter
Compartilhar no linkedin
LinkedIn

Artigos Relacionados

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

×

Você voltou! 😊 Expirado!
00 Days
00 Hrs
00 Mins
00 Secs
Aproveite agora o desconto de 10%! Essa é a sua última chance! Resgatar Agora!

×

Olá Visitante! 😊 Você têm: Expirado!
00 Days
00 Hrs
00 Mins
00 Secs
para aproveitar o desconto de 15% (apenas nos cursos) Resgatar Agora!

@

Não ativo recentemente
X
X
X