NA PRÁTICA: M_o_R Para Gerenciamento de Riscos

Adriano Martins Antonio

Adriano Martins Antonio

em 18 de maio de 2020
NA PRÁTICA: M_o_R para Gerenciamento de Riscos

Fique ligado

​Entre para nossa lista e receba conteúdos exclusivos e com prioridade

NA PRÁTICA: M_o_R para Gerenciamento de Riscos

Não há como falarmos de Governança se não tratarmos do gerenciamento de riscos. É aí onde entra o framework do M_o_R®, pois quando falo de riscos, estou mencionando diferentes perspectivas dentro de uma organização. Seja ela estratégica, de projeto, de programa ou de riscos operacionais.

Um risco consiste em uma combinação de probabilidade de uma ameaça ou oportunidade aparente, além da magnitude de seu impacto sobre os objetivos.

A partir dessa definição, a palavra “ameaça” é usada para descrever um evento incerto que pode ter um impacto negativo sobre os objetivos ou os benefícios.

Em contrapartida, a palavra “oportunidade” é usada para descrever um acontecimento incerto que pode ter um impacto favorável sobre os objetivos ou benefícios.

A empresa que recorrer ao M_o_R, muito provavelmente, está buscando: aumentar a vantagem competitiva; conscientizar-se do risco; gerenciar possíveis problemas e oportunidades; melhorar o desempenho através da redução de desperdícios e/ou fraudes e do uso mais eficiente de recursos.

Desse modo, o benefício de se usar o M_o_R é para que as atividades de manutenção tenham mais gestão e para que a probabilidade de concretização das iniciativas de mudanças aumente.

Com o M_o_R, a empresa ganha, através de métricas e processos, fontes mais específicas de recomendações sobre técnicas de gerenciamento de riscos, para que assim seja desenvolvido um roteiro de gerenciamento de risco.

M_o_R no Gerenciamento de TI

Com este framework, os riscos são gerenciados de acordo com as operações e os serviços do dia-a-dia: programas e projetos, recuperação de desastres e segurança de TI.

Portanto, ao incorporar a abordagem de gerenciamento de riscos dentro da operação de TI, o gerenciamento de TI será capaz de controlar melhor os riscos, através da visibilidade e da geração de relatórios.

Segundo o próprio guia define, “Gerenciamento de Risco engloba todas as atividades necessárias para identificar e controlar a exposição ao risco, que pode ter um impacto sobre a realização dos objetivos de negócios de uma organização”.

Assim, o principal desafio pode ser a construção de uma “cultura de culpa” dentro da empresa, onde os funcionários e os gestores estarão mais dispostos a informar sobre os riscos associados à sua área de responsabilidade.

Leia também: Carreiras e Certificações na Área de Governança de TI

GRÁTIS: Cursos Online e Simulados. Confira!

Compartilhar no facebook
Facebook
Compartilhar no google
Google+
Compartilhar no twitter
Twitter
Compartilhar no linkedin
LinkedIn

Artigos Relacionados

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

×

Você voltou! 😍 Expirado!
00 Days
00 Hrs
00 Mins
00 Secs
Aproveite agora o desconto de 10%! Sua última chance! Resgatar Agora!

×

Olá Visitante 😍!! Você têm: Expirado!
00 Days
00 Hrs
00 Mins
00 Secs
para aproveitar o desconto de 15% (apenas nos cursos) Resgatar Agora!

@

Não ativo recentemente
X
X
X