O que significa fazer Shift Left e qual a sua importância?

Adriano Martins Antonio

Adriano Martins Antonio

em 9 de março de 2021
Shift Left

Fique ligado

​Entre para nossa lista e receba conteúdos exclusivos e com prioridade

O que significa fazer Shift Left e qual a sua importância? Saiba também, quais são os seus benefícios!

As práticas de gerenciamento que vem sendo adotadas pelas organizações são cada vez mais focadas no tempo e qualidade para o consumidor final. Alguns exemplos disso incluem o DevOps, Ágil, Lean e muitas outras práticas progressivas de gerenciamento. Nesse sentido, ganha ainda mais importância o fato de realizar Shift Left nas atividades de desenvolvimento. Mas afinal, o que isso realmente significa?

Primeiramente, é preciso entender o conceito de Shift Left. Ele é uma abordagem para o desenvolvimento e entrega de uma solução. Ou seja, essa abordagem faz com que as atividades do ciclo de vida da solução em questão sejam “empurradas” para seus estágios anteriores.

Alguns exemplos

O teste é um bom exemplo quando pensamos em Shift Left. No caso dele, as atividades são “empurradas” para a fase de projeto ou construção. Assim, fica mais fácil descobrir e corrigir defeitos desde o início. Outros exemplos incluem:

  • Empurrar atividades de suporte para o cliente por meio do autoatendimento;
  • Incitar atividades de implementação e de lançamento para o desenvolvimento, algo que ocorre no DevOps;
  • Auto provisionar ativos e componentes;
  • Impulsionar atividades de teste para o design de uma solução;
  • Soluções de autoconstrução a partir de especificações do projeto.

Fazendo o Shift Left, o consumidor recebe os serviços de forma mais rápida, além de acelerar o desenvolvimento da solução e a identificação de defeitos, antecipando também os ajustes. Todavia, duas áreas são as grandes beneficiadas com o ele: Desenvolvimento e Entrega.

Homem usando laptop e aplicando a pratica Shift Left
O êxito do método está na gestão do saber, automação e autoatendimento

Mas, é preciso ter calma! Dessa maneira, não são todas as empresas que tem a capacidade de implementar uma abordagem como o Shift Left. Então, antes de tudo, é preciso examinar e adaptar as áreas que utilizarão dessa prática. Nesse hiato, pessoas, processos e tecnologia são fatores determinantes para ele.

Além disso, o sucesso dessa prática depende de três habilidades:

  • Gerenciamento do Conhecimento;
  • Automação;
  • Autoatendimento.

Clique no link para conferir uma explicação sobre como o Shift Left pode ser aplicado na Segurança.

Por que é tão importante?

O Shift Left é uma prática central para empresas que buscam excelência e rapidez nos processos de desenvolvimento e prestação de serviços. Os cenários mais propícios para adotá-lo são:

  • Em melhorias mais rápidas ou antecipar o ciclo de desenvolvimento do produto ou serviço;
  • Na redução de custos do desenvolvimento, implementação e operação;
  • Busca por melhorar a colaboração entre o Desenvolvimento, Teste e Operações;
  • Quando há um gargalo no teste e na garantia da qualidade, limitando a realização das tarefas;
  • Desejo em reduzir os custos ao corrigir defeitos.

Por outro lado, é importante ressaltar mais uma vez que a empresa precisa se preparar para adotar o Shift Left e, nem sempre será possível para praticá-lo. Isso inclui fatores, bem como:

  • Comunicação fraca entre o Desenvolvimento, o Teste e as Operações;
  • Pouco investimento em tecnologias para desenvolver e testar;
  • Culturas resistentes à mudança;
  • Projetos de desenvolvimento pequenos;
  • Desejo único de redução dos custos;
  • Falta de uma abordagem de Gerenciamento do Conhecimento.

Assim, é possível aproveitar os benefícios do Shift Left, que são:

  • Antecipação dos defeitos;
  • Diminuição do retrabalho;
  • Concentração na qualidade e resultado dos serviços;
  • Colaboração entre os times de Desenvolvimento, Teste e Operações;
  • Rapidez na entrega e alteração de software;
  • Redução de custos operacionais;
  • Rapidez na resolução de problemas e na prestação dos serviços;
  • Redução nos custos de suporte.
  • Concentração nos trabalhos que entregam valor;
  • Melhor experiência para o consumidor, que terá resoluções atendidas de forma mais rápida.

O Shift Left e o seu olhar para a Gestão de Serviços

Dito tudo isso, fica claro como o Shift Left pode melhorar a experiência de um consumidor, já que as resoluções ficam mais próximas dele. Aliás, ele beneficia tanto o consumidor quanto o provedor de serviços, já que fica mais fácil de se concentrar no que é importante.

Pense em uma empresa de call center que decide fazer Shift Left, criando canais de atendimento automáticos e via e-mail para os consumidores. Porém, isso dispensa a necessidade de entrar em contato com a central, aumentando a capacidade de resposta da empresa, e também o número de atendimentos.

Então, o Shift Left é uma prática vasta, que serve para quase qualquer área. Modelos operacionais de gerenciamento como o VeriSM permitem que este método seja feito a qualquer momento.

Para saber mais sobre como o Modelo VeriSM aplica o Shift Left e também como essa prática está ligada às outras áreas, clique aqui!

Se acaso você ficou com alguma questão, deixe o seu ponto de vista aqui.

Dessa forma, nós, da PMG Academy, iremos te responder o mais breve.

Até mais!

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on linkedin
LinkedIn

Artigos Relacionados

Artigos
Adriano Martins Antonio

O que é Big Data?

A expressão Big Data não é recente – é possível encontrá-la nos dicionários durante a última década e o seu conceito é ainda mais antigo:

Leia Mais »

Responses

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *