Na prática: ISO 9000 – Sistema de Gerenciamento da Qualidade

Adriano Martins Antonio

Adriano Martins Antonio

em 11 de maio de 2020
NA PRÁTICA: ISO 9000 – Sistema de Gerenciamento da Qualidade

Fique ligado

​Entre para nossa lista e receba conteúdos exclusivos e com prioridade

Na prática: ISO 9000 – Sistema de Gerenciamento da Qualidade. E saiba melhor sobre os processos

Vamos mostrar aqui neste post, alguns pontos relevantes sobre a ISO 9000 para você aprender de uma vez por todas. Então, veja! Na prática: ISO 9000 – International Organization for Standardization é um nome genérico dado a uma série de normas que foram criadas para o setor de Sistemas de Gestão de Qualidade (SGQ) dentro de uma empresa, que monstra a sua aptidão em atender os desejos de seus clientes.

A ISO 9000 se divide em três partes

Antes de tudo, saiba que o seu valor se torna grande. Pois, ela se faz compatível com outros sistemas de gestão:

  • A ISO 9000:2005 – Fundamentos e vocabulários;
  • ISO 9001:2008 – Requerimentos;
  • ISO 9004:2010 – Guia para aprimoramento de desempenho.

A ISO 9000 certifica que a empresa está fazendo os processos de forma correta, mas não garante a qualidade do produto final e, desse modo,  a necessidade de melhoria contínua é fortemente incentivada.

Este framework foca nas quatro principais áreas do negócio: gestão de recursos, qualidade de produtos, manutenção de registros de qualidade e exigência de melhoria contínua. Ele é relevante para todos os tipos de empresas, produtos e serviços. Portanto, não possui uma relevância específica para a área de TI.

Porém, se houver um problema de qualidade no sistema, a empresa terá uma perda na produção e desperdícios de recursos. Desse modo, a inserção deste sistema poderá diminuir essa perda.

Conheça nossos cursos GRÁTIS: só na PMG Academy!

ISO 9000: Princípios de Gerenciamento da Qualidade

Homem fazendo gestão de processos com cubos de madeira praticando a organização
Liderar de modo certo além de ser um princípio básico, está ligada a ordem, ou seja, sem coação

O conjunto da norma da ISO 9000 foi desenvolvido com base em oito princípios de gestão da qualidade, com uma estrutura orientada a processo.

Estes princípios acabam sendo o principal temor de qualquer empresa, já que eles validam como afetam em relação à qualidade. Eles refletem as melhores práticas de mercado, uma vez que, projetados para permitir uma melhoria contínua do negócio e capazes de responder aos desejos e os anseios dos clientes.

Ao ler os próximos 8 PRINCÍPIOS, veja os que se usados para uma área de TI, se tornam mais brandos:

  1. Foco no cliente: a empresa deve surpreender os clientes na entrega dos produtos e serviços;
  2. Liderança: liderança não é tirania, é organização;
  3. Envolvimento das pessoas: a união traz as habilidades individuais como benefício;
  4. Abordagem de processos: saber pleno do processo, fazendo com que os problemas reais se tornem solucionados;
  5. Abordagem sistêmica para a gestão: todos os processos estão inter-relacionados;
  6. Melhoria Contínua: a melhoria contínua busca satisfazer os clientes e todas as partes atraídas, através da medição e da análise de resultados que agregam valor à empresa;
  7. Abordagem factual para tomada de decisão: decisões tomadas através de medição e de análise de resultados se tornam eficazes;
  8. Benefícios mútuos nas relações com os fornecedores: parcerias devem ser feitas, de forma que todas as partes envolvidas ganhem.

Parece óbvio que as empresas não queiram entregar serviços ruins, mas algumas vezes o fato da empresa obter a norma ISO 9000 intensifica os problemas. Isso acontece porque agora os processos e os indicadores estão sendo monitorados e evidenciados. Ao que tudo indica, não deveria ser ruim para empresa, já que se cria uma boa chance de melhoria.

Leia também: Carreiras e Certificações na Área de Governança de TI.

Dúvidas? Deixem as suas perguntas aqui abaixo.

E logo em seguida, nós, da PMG Academy, iremos te responder.

Até a próxima e muito obrigado!

Share on facebook
Facebook
Share on google
Google+
Share on twitter
Twitter
Share on linkedin
LinkedIn

Artigos Relacionados

Responses

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *